Proteínas: funções e benefícios

 

As proteínas são nutrientes de extrema necessidade aos seres humanos. Aos praticantes de atividade física, é relevante devido à sua função construtura e repositora. Ela age na renovação de células e tecidos, crescimento e fortalecimento dos ossos, da pele, unhas e cabelo. Sua ingestão possibilita aos músculos uma regeneração, após os exercícios, recuperação do sistema imunológico, além de uma melhor aparência, por proporcionar uma pele mais vistosa e vigorosa.

Elas funcionam como se fossem uma espécie de “tijolos”que, além de toda importância, servem como alicerce na construção e desenvolvimento muscular. No entanto, não estão apenas relacionadas aos praticantes de exercícios físicos. É um nutriente capaz de fornecer inúmeros benefícios e gerar mais qualidade de vida. Alimentos ricos em proteína como carnes, ovos, frango, atum, salmão, tilápia e amêndoas, por exemplo, devem ser consumidos, em uma considerável frequência, por todos.

Existe uma divisão que enquadra determinados alimentos a ponto de compreendermos seu valor diante daquilo que precisamos ingerir. São as proteínas de origem animal e vegetal, também conhecidas como completas e incompletas. As proteínas completas – de origem animal -, são qualificadas dessa forma por conterem os aminoácidos considerados essenciais, que são aqueles em que o organismo é incapaz de sintetizar. As incompletas – origem vegetal -,  são denominadas dessa maneira por oferecerem uma baixa quantidade de aminoácidos necessários. As proteínas são digeridas e se tornam aminoácidos, que entram na corrente sanguínea.

Em relação à hipertrofia, sua consumação é ainda mais necessária. Estima-se que, cada indivíduo, em média, deve ingerir de 3 a 4g de proteína, em relação ao peso corporal, para iniciar o processo. Suplementos a base de proteína do leite e do ovo, no Brasil, é bastante comum, de preferência entre os adeptos de atividades físicas, que utilizam esses produtos como auxílio na formação da estrutura corpórea e ganho de massa.